Aos leitores!

SEJA UM PATROCINADOR DO SITE MANUFOTOS PHOTOGRAPHER: ACEITAMOS DONATIVOS EM QUALQUER VALOR OU QUALQUER UM DESTES AO LADO R$ 0,10 - 0,50 - 1,00 - 10,00 - 100,00 - U$$,

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Documentário Ilha das Flores

Furtado, Jorge. Documentário Ilha das Flores, 1989. 13 minutos aproximadamente.




Documentário “Ilha das Flores”

No documentário “Ilha das Flores”, de Jorge Furtado será interessante o leitor observar as questões abordadas no filme, nele o autor amplia a nossa percepção de certas particularidades da atual sociedade de consumo. Possuidora de grande riqueza obscurece o paradigma da desigualdade social que abrange a maioria da nossa Sociedade Consumista. Estabelecendo assim o oposto entre o consumo e o humanismo.

Por outro lado, a narrativa do documentário utiliza-se, de linguagem visual aparentemente simples e infantil, fazendo com que o telespectador reflita sobre a que chegou a pessoa humana, e nesse ínterim seu processo hegemônico estabelecido em “Ilha das flores’’. Algo comum no cotidiano daquele lugar.

A linguagem é simples, porém bastante lógica e com ela o autor lança luz, a situação deplorável a que chegou a condição humana, daquelas pessoas, na sua luta diária para conseguir um pouco de alimento em péssimas condições de higiene, entretanto necessário a sua sobrevivência. Por outro lado Alimento de boa qualidade é abundante em lojas e supermercados para alguns que podem pagar, e escassos para aqueles que não têm como pagar, restam-lhe as sobras.

Tudo isso nos remete a uma discussão desta situação exposta na película e estabelecida pelo sistema capitalista e hegemônico em que vivemos. “ “O vídeo nos afasta de certos discursos prontos, a exemplos: “A pobreza sempre existiu”, ou que “a causa da pobreza é natural”,” é uma determinação divina”.Já o oposto nos aproxima de pensadores como Karl Marx que em seus escritos,apresenta diferente opinião,quando expõe os efeitos da contradição entre o capitalismo e a classe trabalhadora,afirma ainda que a exclusão e a desigualdade são frutos do sistema econômico,que contribuiu para o crescimento do abismo social que se traduz em desigualdade social e indiferença.

É um documentário embora sério, mas divertido, é objetivo ao apresentar duas faces de uma mesma sociedade. e o grande contraste que há entre elas.É triste saber que nesse lugar animais vem em primeiro pessoas depois, na distribuição de sobras de alimentos mesmo em má condições de higiene e dignidade humana.

Até quando vamos virar os olhos a situações como esta,que acontece diariamente e muitas da vezes em nossa vizinhança.Veja o filme e tire suas próprias conclusões sobre o filme “Ilha das Flores.



Por Emanuel de Jesus Santos.

Povoados dos Moinhos

Sistema interdependente


Um viajante chega a um lugarejo conhecido por muitos como Povoados dos moinhos. Lá não há energia elétrica e nem urbanização. Um dos personagens (Um idoso) ao ser indagado por um jovem viajante que por ali transitava, respondeu a seguinte pergunta. Como conseguiam viver sem tecnologia moderna? O ancião lhe respondeu que os inventos tornam as pessoas infelizes. Sendo que o mais importante para se ter uma boa vida, é ter ar puro e água limpa.

Nesse Episódio do filme Povoado de moinhos que é do cineasta japonês Akira Kurosawa. É tratar a relação dos seres humanos com o egoísmo e da destruição imposta a si mesmo e ao planeta. O documentário em sua maior parte fala da natureza e explora uma mensagem aos seres humanos sobre o mundo capitalista.

O protagonista, um velho sábio fala ao moço da metrópole, sobre a coisa que considera às mais importantes na vida de uma pessoa a água e o ar puro. E o fazendo raciocinar, pergunta lhe de que adianta tanto conforto, proporcionado pelas invenções da modernidade se hoje em dia não há paz e, além disso, a pessoa esquece-se de preservar a natureza, o que é fundamental para a vida de todos.O filme termina com uma lição: Um cortejo festivo que celebra a morte de uma senhora, que tinha 99 anos. Nada mais justo do que se despedir de uma pessoa que viveu muito bem e de forma completa com dança e música. Dessa forma, o mais tocante da obra de Kurosawa, é a grandeza de sentimentos. Além de ser um filme belíssimo, onde se nota harmonia perfeita entre homem e natureza. Tal é essa harmonia que se completam como um único sistema interdepende. Não deixe de ver esse filme!


por Emanuel de Jesus Santos
Ocorreu um erro neste gadget
 
User-agent: Mediapartners-Google* Disallow: